Locais

Teatro Valadares

Caminha

Foi inaugurado no ano de 1898, pela mão do seu proprietário José Maria Valadares, com a ajuda de Joaquim Vicente da Cruz Trovisqueira. Apesar do exterior pouco ornamentado, o Teatro foi construído tendo um acolhedor interior “à italiana”.

Depois de várias décadas fechado, o Teatro Valadares reabriu portas no dia 16 de setembro de 2013, cujo projeto de recuperação foi da responsabilidade do Arquiteto Pedro Ramalho, que manteve o traçado centenário do edifício original.

It was inaugurated in the year 1898, by the hand of its owner José Maria Valadares, with the help of Joaquim Vicente da Cruz Trovisqueira. Despite its ornate exterior, the theater was built with a cozy Italian-style interior.

After several decades closed, Teatro Valadares reopened its doors on September 16, 2013, and the restoration project was the responsibility of the Architect Pedro Ramalho, who maintained the centenary layout of the original building.

Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora

Caminha

Este cineteatro é fruto das obras de requalificação do antigo quartel dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora. Após estar encerrado cerca de 20 anos, a sua inauguração enquanto cineteatro aconteceu em janeiro de 2017, aquando do centenário dos Bombeiros Voluntários do concelho. As obras foram acompanhadas pelo Arquiteto Mário Sá, oferecendo à população Ancorense um cineteatro com capacidade para 200 pessoas.

This theater is the result of the requalification works of the old Fire Station of Vila Praia de Âncora. After being closed for about 20 years, its inauguration as a theater took place in January 2017, on the centenary of the local Voluntary Fire Brigade. The works were accompanied by the Architect Mário Sá, offering the population a theater with capacity for 200 people.

Cineteatro João Verde

Monção

A sua inauguração está datada no dia 11 de junho de 1949, sendo mais tarde dado como encerrado pelos seus proprietários, em dezembro de 1986. Depois de um profundo processo de requalificação, o Cineteatro João Verde reabriu no dia 25 de abril de 2013, mantendo a traça arquitetónica original do edifício.

Its inauguration dates back to June 11, 1949, and was later declared closed by its owners in December 1986. After a thorough process of renovation, João Verde Theater reopened on April 25, 2013, maintaining the original architectural features of the building.

Teatro Esther de Carvalho

Montemor-o-Velho

Fruto da adaptação da antiga Igreja de São Pedro dos Clérigos, o Teatro Esther de Carvalho foi originalmente inaugurado sob o nome de Teatro Infante D. Manuel, em 1882. 

Na década de 1990 é mandado reedificar, com obras dirigidas por Benedito Galvão de Carvalho, sendo reinaugurado a 27 de dezembro de 1993. Em 1998, é mais uma vez reabilitado, num projeto da autoria do Arquiteto José António Bandeirinha. A sua última renovação deu-se em 2002.

Result of the adaptation of the old Church of São Pedro dos Clérigos, Esther de Carvalho Theater was originally inaugurated under the name Teatro Infante D. Manuel, in 1882. 

In the 1990's it was rebuilt, with works directed by Benedito Galvão de Carvalho, and reinaugurated on December 27, 1993. In 1998, it is once again rehabilitated, in a project by the Architect José António Bandeirinha. Its last renovation took place in 2002.

Teatro Diogo Bernardes

Com uma arquitetura à italiana, o Teatro Diogo Bernardes foi inaugurado a 19 de setembro de 1896, projeto do Arquiteto António Adelino de Magalhães Moutinho. Anos mais tarde é restaurado e remodelado pelo Arquiteto Luís Faro Viana, sendo reinaugurado a 4 de março de 1999. O novo espaço seguiu as estruturas da época com plateia, frisas, duas ordens de camarotes, geral e galeria. O Pano de Boca do Teatro Diogo Bernardes é feito em acrílico sobre tela de Chico Barbosa e Leandro Pires.

With an Italian style architecture, Diogo Bernardes Theater was inaugurated on September 19, 1896, designed by the Architect António Adelino de Magalhães Moutinho. Years later it was restored and remodeled by the Architect Luís Faro Viana, and reopened on March 4, 1999. The new space followed the structures of the time with an audience, friezes, two orders of cabins and gallery. Instead of a curtain, the stage closes with an acrylic on canvas by Chico Barbosa and Leandro Pires.

Centro Cultural

Paredes de Coura

Inaugurado a 7 de outubro de 1997, resultado de um projeto do Arquiteto Luís Cerqueira (do gabinete de arquitetura Ateliê 86), o Centro Cultural de Paredes de Coura é constituído por 3 espaços distintos: um grande auditório, com capacidade para 355 pessoas sentadas e 500 em pé; um pequeno auditório/sala de cinema com capacidade para 149 pessoas; e ainda uma sala de exposições. O espaço foi totalmente renovado em 2019, numa obra projetada pelo Arquiteto Vitor Rosas.

Opened on October 7, 1997, the result of a project by the Architect Luís Cerqueira (from the architecture office Ateliê 86), Paredes de Coura Cultural Center consists of 3 distinct spaces: a large auditorium, with capacity for 355 people seated and 500 standing; a small auditorium/cinema room with capacity for 149 people; and also an exhibition hall. The space was completely renovated in 2019, in a work designed by the Architect Vitor Rosas.

Quartel das Artes

Paredes de Coura

Inaugurado em outubro de 2018, o Quartel das Artes deve o seu nome ao facto de ocupar o edifício que em tempos foi o quartel de bombeiros de Paredes de Coura. Hoje em dia vê-se como um local de promoção da cultura no concelho ao ser a sede da rede cultural Comédias do Minho.

Opened in October 2018, Quartel das Artes occupies the building that was once the Paredes de Coura Fire Station. Nowadays it is a place for the promotion of culture in the county, since it is the headquarters of the cultural network Comédias do Minho.

MANUAL DE ACESSIBILIDADE / ACCESSIBILITY HANDBOOK

Criámos este Manual de Acessibilidade para quem nunca esteve nos espaços que acolhem o Space Festival, onde damos a conhecer cada local e assinalamos os acessos para pessoas com mobilidade reduzida. 

We have created this Accessibility Handbook for those who have never been to the venues that host Space Festival, where we explain each location and point out the accesses for people with reduced mobility.