Nuno Trocado

Nuno Trocado é um guitarrista, compositor e investigador que cruza várias constelações musicais contemporâneas. Integra grupos de improvisadores, como líder e como sideman, e compõe para diversas formações instrumentais e eletrónica, participando ainda em projetos interdisciplinares.

É licenciado em Jazz/Guitarra e mestre em Composição e Teoria Musical pela Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo, e atualmente doutorando na Universidade de Coimbra.

Entre outros projetos que até hoje trouxe a público, destacam-se Cotovelo (2017) e Umbral (2021), ambos cruzamentos entre música e monólogo teatral, com texto de Jorge Louraço Figueira, editados pelo Carimbo Porta-Jazz. Compôs 2458208, para ensemble e eletrónica, gravado em disco pelo Ensemble de Música Contemporânea da ESMAE e publicada a partitura pela editora MPMP. Recebeu ainda encomendas do Coreto Porta-Jazz, com três peças registadas em estúdio e editadas num vídeo-entrevista (2022), da Arte no Tempo e da Orquestra Jazz de Matosinhos. Contribuiu como guitarrista e com ruídos vários para os dois álbuns editados pelo coletivo Pãodemónio. Em 2019 lançou o disco Vestiges, em colaboração com o contrabaixista Sérgio Tavares e o multi-instrumentista britânico Tom Ward. Participou no projeto multimédia Expurgar (2021), concebido pela artista Dária Salgado. Em 2022, entre outras atividades, estreia Naiad Splash, com música para guitarra, dois saxofones e eletrónica multicanal.

Programação

// Code block in before body close in page settings